28 maio 2007

O Fim do Mundo...

As profecias de fim de mundo têm sempre um atractivo especial. Bastante atractivas são também as histórias sobre conhecimentos ocultos detidos por civilizações antigas. Vem isto a propósito do documentário feito pelo History Channel sobre a Profecia Maia, e que já se encontra à venda para o público (assim como vários livros sobre o mesmo assunto). O documentário pareceu-me bastante interessante e apelativo.
Basicamente a ideia é que os Maias, que tinham um calendário mais preciso, mais complexo e muito mais holístico que o nosso, previram vários acontecimentos que entretanto se passaram, como a chegada do homem branco - Hernan Cortez - a 8 de Novembro de 1519. Este calendário Maia prevê que algo de muito grave se passará no solestício de Inverno, 21 de Dezembro, de 2012. Tão grave será o acontecimento, que o mundo tal como o conhecemos desaparecerá. Isto não quer dizer que o mundo acabará, quer simplesmente dizer que um grande acontecimento transformará o mundo. Ora, sabe-se actualmente que nesta data durante o solestício a Terra estará alinhada com o Sol e com o centro da nossa galáxia, Via Láctea. Sabe-se que no centro da Galáxia existe um buraco negro supermassivo. Baseados em Einstein e em alguma informação astronómica, há quem diga que o alinhamento com este buraco negro supermassivo levará a uma mudança do campo magnético terrestre, que acontece periodicamente. Isto levará a tsunamis, vulcões, terramotos, etc.

Carlos Oliveira
Estudante de doutoramento em Educação Científica com especialização em Astrobiologia, na Universidade do Texas em Austin nos EUA

LER MAIS...

2 comentários:

Notícias AAG News disse...

Bom dia Luís Carlos, curiosamente na minha HQ/BD o poster que sairá com a primeira revista e que foi o primeiro a originar "As Aventuras de Jerílio no séc. 25", retrata o planeta Terra, já com outra configuração geológica e o eixo tinha mudado de ângulo, podes conferir, neste painel de 1998, aqui. "http://escudo.paginas.sapo.pt/Cidades-Flutuantes.jpg"
posteriormente, toda a história me apareceu em sonhos que eram tipo uma narrativa sequencial que durou três noites e lembro-me que me recordava de todo o sonho e que imediatamente ia escrever sobre ele, uma imagem muito nítida era o céu de noite estar extremamente estrelado e sem núvens e de repente as estrelas começarem a mexer-se e recordo-me de ir buscar uns binóculos e ver que eram milhares e milhares de naves em movimento e que toda a gente estava na rua a ver o mesmo, este sonho começa em Alhos vedros na minha casa ao pé do Café Luso-Chinês e marcou-me tanto que comecei a fazer a minha história de HQ/BD.

Abraço de
Luís Cruz Guerreiro

Edições Casa de Estudos de Alhos Vedros (CEAV) disse...

Coisa linda, as estrelas transformadas em naves nos céus de Alhos Vedros. Eu diria que era o Céu a chegar à Terra, e não é que é mesmo. O painel do Luis Guerreiro uma antecipação do futro, coisas só permitidas aos amantes da ficção científica, e entre eles os amantes das éstórias da BD e de animação, onde com muita facilidade o mundo se altera e ganha, por assim dizer, uma dimensão mais real, dificilmente ao alcance de todos, mas que depois se perceberá porquê.

Abraço do Luis Carlos.