01 março 2008

"Creio na verdade fundamental de todas as grandes religiões do mundo. Creio que são todas concedidas por Deus e creio que eram necessárias para os povos a quem essas religiões foram reveladas".

Mahatma Gandhi, advogado, filósofo, pacifista, IND, 1869-1948

3 comentários:

EFULGENTE PLENITUDE disse...

A verdade é vera, mas o contacto com o profano é inevitável e o rol de consequências inclui Sísifo.

Daí as seitas... e a Criatividade Divina bater a outras portas.

Todas as actuais Grandes eram pequenas seitas-,as coisas são deste jeito, no Templo do Tempo, tudo está em Movimento...

EFULGENTE PLENITUDE disse...

A Criatividade Divina não precisa de religiões, os seres humanos é que precisam de se sentir normais através do impulso mais criativo ou centelha viva que há em si mesmos quando DÂO POR ISSO... se têm essa experiência de pensamento global.
Caso isto não ocorra andam por aí entre dita-DURAS e DEMO-cra-CIAs. C'est la vie.

Estudo Geral disse...

Mas mesmo com a experiência de pensamento global o contacto com o profano é inevitável. E, então, a Vida: demo, dura e cia(s). Assim, insistimos em emplumá-la, ou como diz o Cae:"...tudo em volta está deserto, tudo certo, como 2 e 2 são cinco"; ou ainda, "...deixo sangrar, algumas lágrimas bastam p'ra consolar"; ou para completar como diria Mestre Agostinho "...e nem vou tomar morfina, porque a dor faz parte da vida". Claro que as plumas vêm do Sidharta. Voar.