10 julho 2009

Árvores...

Árvores, Avenida da Praia, Barreiro (autor desconhecido)

4 comentários:

M. João disse...

Que bom ! Uma homenagem às árvores.

Fico sempre contente perante tais menifestações porque gosto delas.

Gosto delas porque são minhas companheiras desde sempre e em todas as horas.

Na alegria lembram-me, por exemplo, os tempos de criança brincando com elas e com as outras crianças da minha rua; ou então, mais tarde, apaixonado recolhendo folhas secas onde, a quatro mãos, escrevíamos poemas que serviam como marcadores de livros.

Na tristeza, são companheiras solidárias com estados de solidão e melancolia.

Depois, para além do mais, como os humanos são únicas e irrepetíveis. Moldadas pelo tempo, e os seus elementos, são belas, generosas e silenciosas mesmo se eufóricas.

Enfim, amo as árvores e pronto.

m.j.

luis disse...

As Árvores são nossas amigas...

M. João disse...

são, são.
incondicionalmente e sem margem para dúvidas.

m.j.

luis disse...

As ávores, a água, o sol... Tudo. O ponto sem dimensão.