11 setembro 2009

Namastê

Namastê ou namasté (em sânscrito: नमस्ते, [nʌmʌsˈteː]) é um cumprimento ou saudação falada, bastante comum no Sul da Ásia. Namaskar é considerado uma forma ligeiramente mais formal, mas ambas as expressões expressam um grande sentimento de respeito.
Utiliza-se na Índia e no Nepal por hindus, sikhs, jainistas e budistas. Nas culturas indianas e nepalesas, a palavra é dita no início de uma comunicação verbal ou escrita. Contudo, o gesto feito com as mãos dobradas é feito sem ser acompanhado de palavras quando se despede. Na ioga, namaste é algo que se dirá ao instrutor e que, nessa situação, significa “sou o seu humilde criado”.
Literalmente significa "curvo-me perante ti"; a palavra provém do sânscrito namas, "curvar-se", "fazer uma saudação reverencial", e (te), "te".
Quando dito a outra pessoa, é normalmente acompanhada de uma ligeira vénia feita com as duas mãos pressionadas juntas, as palmas tocando-se e os dedos apontando para cima, no centro do peito. O gesto também pode ser realizado em silêncio, contendo o mesmo significado. É a forma mais digna de cumprimento de um ser humano para outro.
Quando dito a outra pessoa, também poderá significar: "O Deus que há em mim saúda o Deus que há em ti".

Wikipédia

7 comentários:

VOADOR IÓGUICO PARA A PAZ MUNDIAL disse...

Olá Amigo,

E também significa que nós dois somos Um como as mão juntas!

Namastê!
Eduardo

luis disse...

Namasté.

Anónimo disse...

então palavras para quê???

Namastê
gau

VOADOR IÓGUICO PARA A PAZ MUNDIAL disse...

Na realidade o Silêncio determina a União.

As palavras falam da sua manifesta ausência.
As palavras e os gestos podem conduzir ao Silêncio imanifestado.
Se forem realmente sábias...
........
........

luis disse...

...por sua vez, do silêncio provêm as palavras. A vibração do Universo. No início estava o verbo. Portanto, na fonte as palavras são sábias, daí a necessidade de sintonia com o "sítio" onde tudo começa e que é possível através do silêncio, mas não só.

que Deus os abençõe. Namastê.

A.Tapadinhas disse...

Hoje, nas minhas visitas pelos blogues, já aprendi, espero, uma série de coisas importantes!

Não é bom começar um dia desta maneira?

Namasté!
António

luis disse...

Quando se acha que é bom, é porque é.
Namasté!