27 setembro 2007

O Buda e o Budismo no Ocidente e na Cultura Portuguesa

Colóquio Internacional "O Buda e o Budismo no Ocidente e na Cultura Portuguesa",
3 e 4 de Outubro

O Colóquio culmina as actividades associadas à segunda visita de Sua Santidade o XIV Dalai Lama a Portugal, pretendendo continuar a atenção que, desde a presença de Sua Santidade na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, em 2001, o projecto "A Filosofia e as Grandes Religiões do Mundo" tem dado ao pensamento oriental, cujo modesto estudo a nível académico tanto contrasta com a pioneira relação da história e da cultura portuguesas com as culturas do Oriente.

Reunindo investigadores de vários países, instituições e áreas científicas, o Colóquio visa reflectir alguns aspectos mais salientes da multiforme presença, influência e recepção do Dharma do Buda no Ocidente e, mais especificamente, na cultura portuguesa, sobretudo contemporânea. Ainda pouco conhecidos, eles mostram, sem sacrifício das diferenças e a partir delas mesmas, o equívoco de se falar de um Ocidente e de um Oriente como entidades distintas ou culturas e espiritualidades separadas por um abismo intransponível. Baste recordar que todo o Ocidente medieval cristão acolheu e venerou a história da vida do Buda como a de um santo cristão, Josaphat (derivado de Bodhisattva), celebrado durante muito tempo, a 27 de Novembro, no martirológio romano.

No que respeita à cultura portuguesa, e num momento em que estão ainda por publicar e estudar os muitos manuscritos inéditos que reflectem os contactos dos nossos missionários com as culturas orientais e budistas, pode-se desde já verificar que pelo menos os séculos XIX e XX estão impregnados de um diálogo profundo e explícito, a nível filosófico e literário mas não só, com a figura do Buda e algumas experiências ou questões fundamentais da tradição budista como o nirvana, a vacuidade, a ilusão e a compaixão universal.

O presente Colóquio visa contribuir para o estudo científico e crítico de uma tradição hoje crescentemente presente no Ocidente como um interlocutor e referência fundamental da nossa experiência humana e cultural.

Devido ao número limitado de lugares aconselha-se inscrição prévia: joanaluis@aim.com / http://budismo.com.sapo.pt

Programa

3 de Outubro

9.30 - Abertura
10.00 - Conferência: Fabrice Midal (Univ. Paris VIII) - Quelles sont les difficultés que rencontre le bouddhisme en Occident et qui menacent son implantation ?
10.30 - 10.45 - Debate
10.45 - 11.00 - Intervalo
11.00 - 12.00 José Calazans (Centro de Estudos em Ciência das Religiões), As Fábulas de Esopo na Tradição Ocidental. Estudo comparativo das fábulas indianas (budistas) e gregas, tradução e adaptação ao Latim e línguas europeiasRicardo Ventura (Univ. Lisboa), Afinidades entre disciplina estóica e dharma do Buda: esboço de um estudoMafalda Blanc (Univ. Lisboa), Sentido metafísico da doutrina budista da vacuidade
12.00 - 12.15 - Debate
12.15 - 13.00 João Beato (Univ. Açores), O Oriente na cosmologia d' Os Lusíadas António Coelho Teixeira (União Budista Portuguesa), O simbolismo na arte budista: repercussões na cultura portuguesa ?
13.00 -13.15 - Debate
13.15 - 15.00 - Pausa para almoço
15.00 - 16.20José Eduardo Franco (CLEPUL), Visões jesuíticas do Budismo no século XVII: o caso da Apologia do JapãoRui Lopo (União Budista Portuguesa), Budismo e orientalismo no Portugal românticoPaulo Feitais (Escola Secundária Leal da Câmara), Antero de Quental e Agostinho da Silva: análise hermenáutica de uma fluência destinal,a propósito do Budismo e do OrienteMiguel Real (CLEPUL), A Visão do Budismo em Eça de Queirós
16.20 - 16.40 - Debate
16.40 - 17.00 - Intervalo
17.00 - 18.00Duarte Drumond Braga (Univ. Lisboa), O ensaio Nirvana (interpretação psicopatológica dum dogma) de Manuel Laranjeira e a Cultura PortuguesaRomana Valente Pinho (Univ. Lisboa), Aproximações entre o 'Nirvana' e o 'Uno Unificante': a interpretação budista de António Sérgio ?Fátima Valverde (Univ. Évora), "Línguas de Fogo" de Paulo Borges e a exaltação do Infinito Esplendor
18.00 -18.20 - Debate
18.20 -19.00 Manuel Cândido Pimentel (Univ. Católica Portuguesa), Leonardo Coimbra e o Budismo: Afinidades de metafísica religiosaHenrique Jales Ribeiro (Univ. Coimbra), O Budismo revisitado de Antero de Quental e de Leonardo Coimbra
19.00 - 19.20 - Debate
19.30 - Apresentação de O Buda e o Budismo no Ocidente e na Cultura Portuguesa (org. Paulo Borges e Duarte Braga, Lisboa, Ésquilo, 2007).

4 de Outubro

10.00 - Conferência: Markus Gabriel (Univ. Heidelberg), O Budismo enquanto movimento anti-mitológico na "filosofia da mitologia" de Schelling
10.30 - 10.45 - Debate
10.45 - 11.00 - Intervalo
11.00 - 12.00 Carlos Silva (Univ. Católica Portuguesa), Perplexidade face à dukkha universal Bruno Béu de Carvalho (Univ. Lisboa), Arthur Schopenhauer: visões do sofrimento e da libertaçãoCarlos Fernandes da Silva (Univ. Aveiro) - Budismo e ciências do comportamento
12.00 - 12.15 - Debate
12.15 - 13.15 António Cândido Franco (Univ. Évora), Buda e o Budismo em Teixeira de PascoaesAntonio Cardiello (Univ. Pádua / Univ. Lisboa), O perguntar soteriológico em Fernando Pessoa no seio da epoché budistaRute Gaspar (Escola Superior de Educação - Coimbra), Indícios das seis Paramitas na arte vídeo em Portugal ?
13.15 -13.30 - Debate
13.30 - 15.00 - Pausa para almoço
15.00 - 16.20José Eduardo Reis (Univ. Trás-os-Montes e Alto Douro), "Porque veio o Alberto Caeiro do Ocidente?"Julieta Andrade (Univ. Lisboa), "Sei a verdade e sou feliz". Ciência e prática da felicidade em Alberto Caeiro.Jorge Rivera (Univ. Évora), Da "santa-sabedoria" à "assumpção do Nada" - José Marinho e os caminhos da experiência meditativaAmon Pinho (Univ. São Paulo), Budismo e ecumenismo em Agostinho da Silva
16.20 - 16.40 - Debate
16.40 - 17.00 - Intervalo
17.00 - 18.20Ângela Almeida (CLEPUL), A simbólica do Budismo na obra e no pensamento de Natália CorreiaAnnabela Rita (Univ. Lisboa), Casimiro de Brito: entre a palavra e o silêncioCarlos João Correia (Univ. Lisboa), O Budismo sem crençasPaulo Borges (Univ. Lisboa), Mestre Eckhart e Longchenpa: Nada e Vacuidade
18.20 - 18.40 - Debate e Encerramento

Organização: Carlos João Correia e Paulo Borges (Projecto "A Filosofia e as Grandes Religiões do Mundo"), com o apoio da Comissão Dalai Lama Lisboa 2007 (www.dalailamalisboa2007.com) e da União Budista Portuguesa (www.uniaobudista.pt)

3 comentários:

Anónimo disse...

Gosto deste assunto e de tudo o que contribua para o diálogo inter religioso e entre culturas. Temos ligações e em muitos aspetos um passado comum. Temos que investir no que nos aproxima e no conhecimento do outro.
Acompanhemos o Colóquio.

Margarida

Edições Casa de Estudos de Alhos Vedros (CEAV) disse...

Claro, na união das diversidades é que está o ganho.

Anónimo disse...

Em Portugal ainda se confunde Buddha que é de origem indiana e magro, com uma figura obesa de uma divindade chinesa, como na capa recente de um livro de responsabilidade de uma editora portuguesa. Portugal no seu melhor...